21 dezembro 2013

#Resenha - O Poder Visor, Naiane Aline R. C.

O Poder Visor 

Autor: Naiane Aline R. C. Blog Da Autora
      Editora: Vento Leste
            Páginas: 320
      Tipo: Livro 
Sinopse: ...
                                                   Contem pequenos spoilers.



... Reis e reinos agora desaparecem em grande velocidade, com ataques constantes de cachorros metálicos gigantes e soldados bem armados. Estragos em famílias são causados, mães e filhos são separados, pais mortos, e, se alguém tiver sorte, sairá dessa sem morrer. A morte pode ser seu destino. é isso que *ele* quer que aconteça, tomando o poder total de todo Mundo sem Fim, que agora entra em caos. Mas o mundo ainda mantém uma tênue esperança quase despercebida, estando ela nas mãos de uma criança de pai misterioso, de um ex-príncipe que teve seu pai assassinado num dos ataques, e do filho *dele*. Talvez isso já seja suficiente. Ou talvez não.

Resenha



Um misto incomum de fantasia, fábula, ficção. O poder Visor me atraiu não só pela capa como pelo título. Ciente de que não era um livro dos quais estou acostumada a ler, embarquei na aventura com expectativas acima da média.

 Carina é a nossa princesa com típicos clichês - bela, vulnerável, proibida, “enfeitiçada” - e com um histórico de maus tratos sofrido pelo pai que não a acolhe com tanta fraternidade. Eis o diferencial da historia, um pai maltratando a própria filha nos faz perguntar: Por quê? Infelizmente o narrador nos dá a resposta rápido de mias.

 A narrativa é feita em terceira pessoa, quem nos conta é mago que aprecia as atividades terráqueas. Outro diferencial e para mim incomodo fator é que o nosso narrador da palpites próprios enquanto nos conta, fazendo especulações, concordando e discordando. Certo que, as suas intervenções nos faz criar um laço de confiança com o mesmo que se enfraquece já a medida que o livro chega ao fim a interação narrador com leitor diminui. 

 Nas primeiras páginas conhecemos Billy quem nosso narrador prefere nomear O garoto da cozinha, este que virá a ser amigo de Carina e futuros – junto com Lúcio e Kevin – salvadores do Reino. 

 Apesar de se passar em outro espaço de tempo, ou personagens mantém a linguagem corriqueira a qual estamos acostumados tornando a leitura bem mais pratica.

  Houve pontos em que realmente me irritei com os acontecimentos e os personagens pensando “Ok, o que mais falta acontecer?” Certos momentos da leitura, me lembraram outros livros ou animes – acho realmente que eu devo dar um tempo nos desenhos animados. No entanto, não entendi o motivo de dois capítulos número 12, talvez erro, talvez proposital, não sei dizer.

  Enfim, se você busca um livro com protagonistas jovens e aventureiros, reinos, cães metálicos e poderes do tipo que-a-maioria-quer encontrou. Como disse um misto incomum, no entanto, agradável.

  Recomendo sim e se tiver uma continuação leria também, adoraria poder ler sobre uma Carina mais adulta, menos frigida, travando novas batalhas. Afinal, como foi dito:
Ainda havia muitos começos e meios e fins para serem contados, mas o fim final não poderia existir.


(de 005)

 Beijos, Milla Almeida.


4 comentários:

  1. Achei este livro sem querer no skoob e fiquei muito curioso pra ler.
    Agora mais ainda.

    ResponderExcluir
  2. Parece ser legal o livro, mas não faz muito meu estilo de leitura.
    Seguindo aqui, poderia retribuir? Sou nova por aqui.

    Beijos
    www.omundomitico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei bastante e olha que eu não sou muito de ler.

    Lucas Conceição.

    ResponderExcluir
  4. Noossa a capa é muita bonita!!
    O livro parece ser bom, uma coisa que me chamou a atenção foi o fato do narrador interagir com o leitor!!!
    E nossa que bom que apesar do livro ser em outra época, o autora usou uma linguagem simples e corriqueira!!!
    Gostei da sua resenha!!!

    beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir